Furtos e roubos em meio à pandemia: qual a solução?

Por:

de de

Os últimos meses trouxeram à nossa vida uma nova rotina. O novo coronavírus transformou nossos trabalhos, ambientes escolares, relacionamentos, vida social, e nos mostrou quantas situações no cotidiano são passíveis de mudança. Mas, infelizmente, um aspecto não se alterou em meio à pandemia: os crimes.

Um dos setores duramente atingidos pelo coronavírus foi o comércio. As lojas, mercadinhos, bares, restaurantes, tudo fechou por cerca de quatro meses. Contudo, assistimos nos noticiários, e verificamos que, em alguns bairros mais de periferia e em algumas cidades menores, muitos comerciantes mantiverem seus negócios funcionando. Aqui, não há um julgamento sobre a atitude, mas sim, uma constatação, pois mesmo com a determinação de fechamento, por Decreto, observamos um número muito elevado de furtos e de roubos no comércio do Rio Grande do Sul e Paraná.  Em relação a Santa Catarina, as ocorrências contra comércios não constam nos dados da Secretaria de Segurança Pública, somente a residências.

A expectativa  era por números muito menores em 2020, em função do isolamento. Entretanto, observamos que, no Rio Grande do Sul, de abril a julho, houve 2.062 roubos e furtos em estabelecimentos comerciais. No mesmo período do ano passado, sem qualquer restrição de funcionamento, os roubos e furtos foram de 2.840, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado. O que nos mostra a ousadia dos assaltantes e a incansável prática delituosa.

No Paraná, a realidade não foi diferente: 5.240 furtos ou roubos a comércio de janeiro a junho de 2019. Já em 2020, no mesmo período, o total desses crimes chegou a 3.451, mesmo com todas as restrições.  Dados do mês de julho ainda não foram divulgados.

Em Santa Catarina, os dados oferecidos pela Secretaria de Segurança Pública são de delitos contra residências. Durante todo ano de 2019, o Estado catarinense registrou 1.332 furtos e roubos. Em 2020, os números até setembro, apontam 1.265, ou seja, faltando 2 meses para o encerramento do ano, é bem provável que os dados das ocorrências sejam maiores que no ano passado. Isso prova que mesmo em um momento diferente, com todos em casa, os crimes não pararam. 

A pandemia tem nos deixado muitas marcas e ensinamentos. Do fechamento das portas dos locais de trabalho até o necessário investimento em segurança privada mesmo num momento de exceção como o que estamos vivendo.  

Quais soluções adotar?

*Alarmes: Emitem sinal sonoro visual, informando a violação do local monitorado. Um dos meios mais eficazes e em conta para prevenir invasões;

*CFTV: Sistema de gerenciamento, visualização e gravação de imagens com acesso local e remoto em tempo real e conexão em rede;

*Monitoramento 24h: Sistema de monitoramento eletrônico 24h por dia com equipe treinada e especializada;

*Rondas: Rondas veiculares ao redor do seu negócio, mantendo você e seus clientes seguros e protegidos a qualquer hora do dia;

*Abertura e fechamento de portas: Sistema eletrônico que automatiza a abertura e fechamento das portas do comércio;

*Gerador de névoa: Equipamento moderno que efetua o disparo de uma nuvem de fumaça ao detectar invasões.

Por que investir  em segurança privada?

Porque é investir em tranquilidade! Com uma equipe capacitada, tecnologia de ponta e monitoramento 24h, os empreendedores evitarão ocorrências em seus comércios, pois os assaltantes optam sempre por locais onde não há sistemas de segurança. A tecnologia tem possibilitado novos equipamentos e métodos, que facilitam e levam mais segurança e bem-estar ao empreendedor. Invista em segurança privada e tenha tecnologia específica a serviço do seu negócio.

Podemos te ajudar

O Grupo Epavi está há mais de 50 anos no mercado, levando o que há de mais completo em segurança privada aos seus clientes no RS, SC e PR. Com mais de 8 mil colaboradores, a Epavi está entre as 500 maiores empresas do Sul do Brasil. 

Apostando em tecnologia para evitar qualquer ocorrências no seu negócio, temos uma das mais modernas Centrais de Monitoramento do Brasil. 

Contrate os serviços da Epavi e leve mais segurança ao seu negócio

Para mais informações sobre setores atendidos e os nossos serviços, clique aqui: http://epavi.com.br/#Setores   http://epavi.com.br/servicos/   

Se você quer mais detalhes, fale com um dos nossos Consultores Comerciais pelo comercial@epavi.com.br ou pelo 51. 32221969. Se preferir, peça um orçamento, clicando aqui: http://epavi.com.br/